O Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (CMDCA) realizou nesta segunda-feira, 20, o I Fórum Comunitário do Selo Unicef, com o apoio da comissão pró-Selo em Janduís.

O evento realizado na Casa da Música, das 14 às 18 horas, contou com a representação de várias entidades, instituições e a sociedade civil organizada mobilizada para essa atividade. De acordo com a comissão pró-selo, o evento contou com um público superior a 150 pessoas, o que superou as expectativas dos organizadores.

O fórum fez ampla discussão sobre as políticas públicas desenvolvidas para crianças e adolescentes no âmbito do município de Janduís, sendo apresentado um levantamento e diagnóstico da situação das crianças e adolescentes janduienses.

Os participantes foram divididos em subgrupos que discutiram os objetivos de desenvolvimento do milênio, além de uma discussão sobre a promoção da paz, onde a comunidade teve a oportunidade de apresentar suas propostas e fazer a discussão em plenária.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O resultado do fórum tomará corpo na forma de um Plano Municipal de Ações que vai beneficiar as crianças e os adolescentes de Janduís. De acordo com representantes do Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e Adolescentes (CMDCA), todos os segmentos foram mobilizados e participaram ativamente da discussão assegurando elementos para a implementação desse plano. O próximo passo, segundo o comitê organizador, é realizar a avaliação do fórum.

O I Fórum Comunitário do Selo Unicef Município Aprovado faz parte da estratégia para promover o fortalecimento da participação social nos processos de planejamento, execução, monitoramento e avaliação de políticas públicas para crianças e adolescentes nos municípios.

O Selo Unicef – Município Aprovado é um reconhecimento internacional que o município pode conquistar pelo resultado dos seus esforços na melhoria da qualidade de vida de crianças e adolescentes. O selo é uma forma encontrada pelo Unicef de estimular os municípios a assumirem a missão da elaboração e execução de políticas públicas que garantam o pleno desenvolvimento – físico mental e emocional – de crianças e adolescentes.

O Selo Unicef também é um reconhecimento internacional ao esforço dos municípios no cumprimento das suas políticas públicas voltadas para a infância e adolescência.

O Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (CMDCA) realiza, no próximo dia 20 de setembro, o I Fórum Comunitário do Selo Unicef, com o apoio da comissão pró-Selo em Janduís.

O evento será realizado na Casa da Música, das 14 às 18 horas, e vai contar com a representação de várias entidades, instituições e a sociedade civil organizada mobilizada para essa atividade.

O fórum vai discutir e incentivar as políticas públicas desenvolvidas para crianças e adolescentes no âmbito do município de Janduís. A expectativa do comitê organizador é que o fórum conte com a presença de 150 pessoas credenciadas.

A equipe de organização promoveu ampla mobilização para contar com representantes das zonas urbana e rural do Município, organizações não-governamentais, entre outras entidades parceiras.

No evento será apresentado levantamento e diagnóstico da situação das crianças e adolescentes janduienses, observando as políticas públicas existentes no Município e as necessidades dessa categoria que, após discussão ampliada durante a realização do fórum, tomará corpo na forma de um Plano Municipal de Ações que vai beneficiar as crianças e os adolescentes de Janduís.

O I Fórum Comunitário do Selo Unicef Município Aprovado faz parte da estratégia para promover o fortalecimento da participação social nos processos de planejamento, execução, monitoramento e avaliação de políticas públicas para crianças e adolescentes nos municípios.

O Selo Unicef – Município Aprovado é um reconhecimento internacional que o município pode conquistar pelo resultado dos seus esforços na melhoria da qualidade de vida de crianças e adolescentes. O selo é uma forma encontrada pelo Unicef de estimular os municípios a assumirem a missão da elaboração e execução de políticas públicas que garantam o pleno desenvolvimento – físico mental e emocional – de crianças e adolescentes.

O Selo Unicef também é um reconhecimento internacional ao esforço dos municípios no cumprimento das suas políticas públicas voltadas para a infância e adolescência.

Começam na próxima segunda-feira, 20, mais duas oficinas culturais realizadas pela Prefeitura Municipal de Janduís e Agência Cultural do Sebrae, através do projeto Território Sertão do Apodi – Nas Pegadas de Lampião.

Dramaturgia para Teatro de Bonecos e Contadores de Histórias com Antônio Leal. Durante toda a semana, professores, artistas e a comunidade vão receber noções sobre essas duas modalidades culturais.

O objetivo das capacitações é fomentar as práticas culturais realizadas em Janduís e permitir a troca de experiências entre oficineiros e palestrantes, o que é importante para o desenvolvimento da cultura local.

Desde o ano passado, o Município firmou forte parceria com a Agência Cultural do Sebrae que já garantiu oficinas de Teatro (Ana Luíza Folly), Customização de Roupas (Fátima Viana), Percussão (Jorge Negão) e Dança (Diana Fontes).

Mostra de Arte, Cultura Popular e Folclore do PDA

A III Mostra de Arte, Cultura Popular e Folclore do PDA Carnaúba, realizada nessa semana, trouxe o que há de melhor na cultura janduiense durante toda a semana com a realização de sarau poético, cortejo cultural, exposição literária, esquetes de teatro, números de dança e de música, entre outras atividades ligadas à cultura e ao esporte. A realização do evento é da Associação Santa Teresinha, PDA Carnaúba e Visão Mundial.

A coordenadora geral do PDA Carnaúba Carla Moreira falou sobre os avanços conquistados nessa terceira edição da mostra cultural. Ela relatou que a atividade vem valorizando a cultural local, promovendo a inserção de crianças e adolescentes e o acesso da comunidade aos bens culturais.

Dentre as novidades apresentadas pelas III Mostra de Arte, Cultura Popular e Folclore do PDA Carnaúba, Carla Moreira destaca o concurso de literatura que vai possibilitar a produção de textos e o incentivo ao hábito da leitura. Ela ressalta que, esse ano, o evento vai contar com a presença de cordelistas importantes do cenário potiguar como Antônio Francisco e Amendoim, que vão se apresentar durante a Feira do Livro e o Sarau Poético.

Durante a mostra também houve exposição de trabalhos inspirados nas obras de Tarsila do Amaral, pintora e desenhista brasileira e uma das figuras centras da primeira fase do movimento Modernista.

A biografia de Tarsila do Amaral foi levada às crianças e adolescentes pelo educador Carlinhos Silva e, a partir desses conhecimentos, será construída uma exposição, onde toda a comunidade janduiense terá acesso.

Além da exposição inspirada na obra de Tarsila do Amaral, o evento também contou as histórias das festas populares do município de Janduís, bem como destacou os principais pontos turísticos da cidade.

A Noite dos Artistas, realizada durante os festejos da Festa de Santa Teresinha, todos os anos traz o que há de melhor na cultura janduiense. É tradição aguardada pelo público local que prestigia as manifestações culturais do Município.

Esse ano, a atividade cultural vai contar com a estreia do grupo Rurarte, formado com jovens artistas das comunidades rurais de Permissão, Verruma e Arrimo. São 18 jovens que estão participando de uma oficina de Iniciação Teatral promovida pela Secretaria de Educação, Cultura e Desporto, através da Coordenação Municipal de Cultura.

O resultado dessa oficina será apresentado na festa da padroeira de Janduís. De acordo com Rogério Silva, coordenador de Cultura, os jovens das comunidades rurais estão recebendo noções de teatro a partir dos conhecimentos adquiridos durante a oficina de Teatro com Ana Luíza Folly, realizada em 2009, através de parceria entre a Prefeitura de Janduís e o Sebrae.

Nesse evento, o grupo Rurarte fará uma apresentação trabalhada com a técnica do Coro e Corifeu e Pantomima, com recital de poesia artística.

O município de Janduís entende que a partir da cultura é possível criar as condições para as crianças e adolescentes se tornem protagonistas de suas próprias vidas. A Cultura é esse ferramenta de educação e de inserção social tão importante para esse segmento e que vem recebendo total apoio por parte do Poder Público Municipal.

Secretários municipais de Educação de todo o Estado participaram de reunião no escritório central da Emater-RN, em Natal, para conhecer detalhes da Lei Federal 11.947/2009 que determina o uso de 30% da verba destinada à merenda escolar em produtos da agricultura familiar. O município de Janduís foi representado nessa reunião pelo secretário de Educação, Cultura e Desporto, Cácio Santos. 

Os estabelecimentos de ensino das redes públicas de ensino estão se adaptando à determinação e muitas escolas já estão adquirindo esses gêneros alimentícios.

O articulador de comercialização dos alimentos procedentes da agricultura familiar, engenheiro agrônomo da Emater-RN Lindolfo Carvalho, ministrou palestra e orientou os representantes municipais sobre a importância da lei para a economia rural norte-rio-grandense e para a melhoria de qualidade do cardápio oferecido nas instituições de ensino das redes públicas de ensino.

A “Lei da Merenda Escolar”, que começou a ser aplicada no mês de março, com o início do ano letivo, está em vigor desde 16 de junho de 2009. Ela foi instituída com a finalidade de fortalecer economias locais, gerar renda para o pequeno agricultor, estimular novos hábitos alimentares nos estudantes e promover a produção de alimentos da agricultura familiar que respeitam as tradições alimentares locais.

De acordo com a Lei 11.947/2009, 30% dos recursos financeiros repassados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) devem ser aplicados na compra de alimentos produzidos por agricultores familiares. A resolução também estabelece limite de R$ 9 mil de compra de cada produtor familiar, cuja finalidade é evitar a concentração de contratos em um só fornecedor.

Estatuto é trabalhado nas escolas de Janduís

O Estatuto dos Direitos das Crianças e Adolescentes está sendo apresentado nas escolas estaduais e municipais de Janduís.

A iniciativa é do Conselho Tutelar local que iniciou sua peregrinação na Escola Estadual Vicente Gurgel.

De acordo com os conselheiros, o projeto vista divulgar os direitos das crianças e adolescentes garantidos pela Lei Federal 8.069/90, bem com promover um maior diálogo entre Conselho Tutelar, gestores do setor de educação, professores, pais e alunos das escolas de Janduís.

Constam na programação da atividade a realização de palestras sobre o Estatuto e o acompanhamento dos alunos infrequentes, com a devida notificação feita aos pais e aplicação de medidas de proteção, além de requisição de acompanhamentos sociais e psicológicos. Dessa forma, o Conselho Tutelar pretende contribuir para o fortalecimento a educação básica e o enfrentamento da evasão escolar.

Segundo o cronograma, a próxima escola visitada pelo Conselho Tutelar será a Municipal Professor Aluízio Gurgel. O projeto Estatuto na Escola é mais uma ação em prol da conquista do Selo Unicef pelo município de Janduís.

Várias entidades e instituições já confirmaram presença no I Fórum Comunitário do Selo Unicef que será realizado em Janduís, no próximo dia 20 de setembro, na Casa da Música.

Uma equipe já está fazendo a pré-inscrição que deverá contar com a presença de 150 pessoas credenciadas. O objetivo é fazer ampla mobilização para contar com representantes das zonas urbana e rural do Município, organizações não-governamentais, entre outras entidades parceiras.

Também já está sendo concluído o levantamento e diagnóstico da situação das crianças e adolescentes janduienses, observando as políticas públicas existentes no Município e as necessidades dessa categoria que, após discussão ampliada durante a realização do fórum, tomará corpo na forma de um Plano Municipal de Ações que vai beneficiar as crianças e os adolescentes de Janduís.

A realização do I Fórum Comunitário do Selo Unicef é do Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (CMDCA) com parceria da Comissão Pró-Selo em Janduís.

A Prefeitura de Janduís, em contato com a Agência Cultural do Sebrae, alterou as datas de realização das oficinas de Dramaturgia para Teatro de Bonecos, Contadores de Histórias e Grafitagem.

Dessa forma as novas datas das realizações das oficinas culturais são as seguintes:

20 a 24 de setembro – Dramaturgia para Teatro de Bonecos e Contadores de Histórias com Antônio Leal

27 de setembro a 01 de outubro – Grafitagem com Cláudio Ferreira

E continuam abertas as inscrições para a oficina de Grafitagem que podem ser feitas na Secretaria de Educação, Cultura e Desporto de Janduís.  Participem!

A ação cultural da Secretaria de Educação, Cultura e Desporto está intensificando os seus trabalhos na zona rural de Janduís. De acordo com o coordenador de Cultura Rogério Silva o objetivo da iniciativa é capacitar jovens das comunidades rurais em oficinas de iniciação artística de teatro e de capoeira, através da SEMECD e do Ponto de Cultura Semearte.

As oficinas são desenvolvidas duas vezes por semana nas dependências da Escola Municipal Antônia Eurli de  Brito, na comunidade de Permissão. A meta é estender esse trabalho cultural para as demais localidades rurais do Município de forma progressiva

O coordenador de Cultura adianta que os primeiros jovens contatados demonstraram grande interesse na ideia, até mesmo pela possibilidade de fomentar focos culturais já existentes naquela localidade.

A ação cultural da SEMECD e do Ponto de Cultura Semearte aproveitam a vocação cultural do povo de Janduís para incentivar as crianças e adolescentes da zona rural com oficinas de teatro.  Esse estímulo vai resultar na formação de um grupo teatral formado com jovens atores das comunidades rurais.